Brasil, Uma Sociedade Aberta (Tele)Informatizada
Orações pela "Paz e Liberdade"

Brasília, Brasilidade
por
Cesar Rômulo Silveira Neto
Presidente do Partido Liberal no Distrito Federal

Publicado no CORREIO BRAZILIENSE de 17 de julho de 1986


O momento que estamos vivenciando em "Brasília" é um dos momentos singulares de nossa história política. De nossa história como nação soberana.

Um momento histórico dos mais significativos. Um momento que estamos fazendo acontecer no processo de desenvolvimento nacional como um momento de participação na realização de um sonho longamente sonhado.

Um sonho que deita raízes desde os tempos distantes do Brasil Colônia. Dos primórdios de nossa nacionalidade. Da figura maior de José Bonifácio, o Patriarca da Independência. Patriarca que deu à idéia de "Brasília" o sentido-síntese de ser um marco de nossa independência. De ser um marco de nossa afirmação como nação soberana.

Um sonho que foi semeado no solo fertilizado com as cinzas dos Quilombos. Regado com o sangue dos Inconfidentes. Iluminado pela benção dos Anchietas.

Um sonho que germinou pelos cuidados de Getúlio Vargas. Que tomou forma moldado pelos ideais políticos de Juscelino Kubistcheck. Pelo ideal urbanístico de Lúcio Costa. Pelo ideal arquitetônico de Niemeyer. Pelos cálculos de Joaquim Cardozo.

Um sonho que veio à luz pelas mãos empreendedoras de Israel Pinheiro. De Bernardo Sayão. Dos Pioneiros desta terra. Muitos, presentes entre nós.

Um sonho infante que deu os primeiros passos nos jardins de Plínio Catanhede. Que cresceu com o labor de Elmo Serejo. Que se tornou comunidade com o servir de José Ornellas.

Um sonho-comunidade que desabrocha para a auto-determinação política guiado pelas luzes de Tancredo Neves. Alimentado pela competência política de José Sarney. No tempo do governador Aparecido.

Hoje, sem trair jamais o ideal com que foi sonhada, "Brasília" tem, cada vez mais, seu destino nas mãos de sua própria gente. Daqueles que a fazem. Que a vivem. Que a sentem como monumento que simboliza a vontade da nação brasileira em auto-determinar o seu próprio destino.

"Brasília" terá que ser sim a capital deste país. O marco da conquista de nossa independência. A síntese de nossa nacionalidade. Mas terá que ser tudo isto segundo uma índole que seja sua. Uma índole que lhe seja própria. Índole que consiga fazer desdobrar as dimensõe originais que lhe foram dadas pelos seus idealizadores.

"Brasília" - hoje - afirma a sua consciência de ser a capital do Brasil. De ser a capital da Brasilidade. Ao mesmo tempo que busca ampliar os marcos de sua própria identidade. De seu próprio modo de ser.

O trabalho que ora desenvolvemos na moldagem das fundações de nossa representação política é um exemplo vivo desta nossa vontade de ampliar o nosso próprio modo de ser.

Estamos, aqui e agora, manifestando a nossa vontade de desenvolver uma ação política. Não uma ação qualquer. Mas uma ação que seja coerente e consequente ao nosso discurso. Que cobra maior participação. Que fala em transformações sociais que resgatem as dívidas sociais. Que exige o fim das iniquidades.

Estamos demonstrando claramente que o povo desta terra quer participar ativamente da construção dos destinos de nossa pátria. Da pátria dos nossos pais. Para os nossos filhos. Para os filhos de nossos filhos...

"Brasília - hoje - já não é só Brasília. É todo o Distrito Federal. É Brasília, Taguatinga, Ceilândia, Gama, Guará, Cruzeiro, Núcleo Bandeirante, Brazlândia, Sobradinho, Planaltina, Paranoá e Samambaia. Com todos os seus Núcleos Rurais. De Almécegar ao Pipiripau. Com todos os Acampamentos Pioneiros. Da Vila Planalto à Vila Metropolitana.

"Brasília" é também o seu Entorno. É toda a sua Região Geo-Econômica. Com todo esse território. Com toda essa gente. Com suas diversidades. Com suas identificações. Com toda a complexidade das interações que neles se encerra.

"Brasília" que forjou "Você".

"Você" que está definitivamente comprometido com a destinação histórica desta nossa terra. Com a melhoria da qualidade de vida de nossa gente.

"Você" que tem a "Liberdade Individual" como origem e a "Paz Social" como destino de seu próprio projeto político.

"Você" que faz presente a "Brasília/Brasilidade".

"Brasília/Brasilidade"...

Símbolo da paz nas "Auras dos ventos, que hão de vir".

"Brasília/Brasilidade"...

"Venturis Ventis".


Ligue-se no
e compartilhe conhecimentos e informações para a
realização do desenvolvimento e do melhor desempenho das Telecomunicações Brasileiras.

www.wisetel.com.br
O Portal das Telecomunicações Brasileiras na Internet

Ligando Pessoas... Compartilhando Conhecimentos...
Essencialmente Livre e Aberto para a Humanidade.
Graças a Deus!